fogos de artifício na praia
Entretenimento

Curiosidades: Ano-Novo pelo mundo

COMPARTILHE AGORA!

O Brasil é muito conhecido por ser um país que não economiza nos feriados. Temos quase um feriado por mês para poder descansar. Pra completar, 2020 seria ainda um dos anos com mais feriados prolongados, que é ótimo para fomentar o turismo pelo país.

Hoje falaremos um pouco sobre um feriado que cai logo no primeiro dia do ano, pra já renovar as energias antes de começar mais um ciclo. Estamos falando, é claro, do Ano-Novo!

As comemorações do Ano-Novo começam já no último dia do ano anterior. Às vezes, as pessoas já começam a celebrar lá pelo dia 30 de dezembro, dependendo de que dia da semana caem essas datas, e principalmente a do feriado.

No Brasil

No nosso país, as tradições de Ano-Novo são várias, e a maioria dos brasileiros segue muitas delas à risca. Grande parte das simpatias e ritos estão fortemente ligados à cultura africana, como pular as sete ondas do mar. Em cada uma delas, você deve fazer um pedido ao novo ano que está por vir.

O uso de roupas brancas também é muito mais comum aqui no Brasil. Aqui no ocidente, a cor branca é muito usada para representar a paz, e costuma ser usada em rituais de espiritualidade. No Ano-Novo, quem “ditou a moda” do branco na virada foram os praticantes do Candomblé, que acreditam que usar roupas brancas é uma forma de buscar purificação, e também proteção no ano que vem aí.

Outra tradição muito comum por aqui também é a de comer lentilhas. Existe a crença de que comer o grão durante a virada traz boa sorte e boas energias, mas detalhe: é preciso subir em um lugar alto, como uma cadeira ou um degrau, e comer sete garfadas. Há também um rito comum com a lentilha onde você deve passar a virada com sete grãos no bolso ou na carteira, para trazer sorte.

Brasilidades

Um rito que provavelmente é exclusivo do Brasil é o de escolher uma cor específica para a roupa de baixo. Se por fora estamos de branco, por baixo cada um escolhe a cor das roupas íntimas de acordo com os seus desejos para o próximo ano. Por exemplo: verde para trazer esperança, amarelo para atrair dinheiro, azul para boas energias, vermelho para trazer amor, e por aí vai.

Por último, uma simpatia também muito praticada pelos brasileiros é a de comer a polpa de sete romãs, e guardar suas sementes embrulhadas em um papel até o Dia de Reis (6 de janeiro).  Depois disso, você deve guarda-las na sua carteira para atrair dinheiro e fartura.

No Mundo

Por mais que os brasileiros realmente se empolguem com o Ano-Novo, ao redor do mundo existem milhares de tradições também, de acordo com a cultura de cada povo. Os ritos vão desde comer 12 uvas até jogar eletrodomésticos pela janela, acredite.

No Japão, as tradições de Ano-Novo começam com uma casa bem limpinha. Antes da celebração, os japoneses fazem uma super faxina na casa. Na virada, são servidos bolinhos chamados mochis, feitos de arroz e que prometem vida longa. E, depois da meia noite, acontecem 108 batidas no relógio, que os japoneses acreditam que servem para afastar 108 males.

Uma celebração de Ano-Novo que já virou tradição é a de Nova York, nos Estados Unidos. Desde 1907, os americanos se reúnem na Times Square para ver a grande bola que desce em um minuto, exatamente quando o relógio bate meia-noite. Um pouco mais distante, na Califórnia, todo primeiro dia do ano acontece o Rose Parade, que é um desfile antes do jogo de futebol universitário Rose Bowl Game. O primeiro Rose Parade, em Pasadena, aconteceu em 1890.

Na África do Sul, uma tradição bastante comum é a de dar boas-vindas ao novo ano arremessando eletrodomésticos e móveis na rua. O rito seria um símbolo de renovação, para renovar as energias da sua casa. Claro que o policiamento é reforçado para que ninguém se machuque durante a prática desse rito.

Na Europa

Na Espanha, durante a virada o relógio que fica numa torre da praça Puerta Del Sol, em Madrid, toca 12 badaladas. Isso é transmitido pela televisão para todo o país. A cada batida, os espanhóis comem uma uva, que representam um desejo para o próximo ano, cada uma delas. Acredita-se na Espanha que esse rito traz boa sorte.

Os gregos celebram de uma maneira bem diferente: na noite de Ano-Novo, as famílias jogam cartas, e outros jogos do tipo. O vencedor terá sorte durante o ano todo. Alguns dias depois, no dia 6 de janeiro, os fieis celebram o batismo de Jesus mergulhando na água. Esse rito também serve para afastar demônios.

Na Alemanha, o porco é um animal com bastante significado, ele simboliza boa sorte. O leitão faz sempre parte do cardápio alemão de réveillon e as mesas tem mini porquinhos doces feitos de marzipã, açúcar, chocolate e massa de biscoito. À primeira vista, as famílias alemãs que possuíam porcos eram consideradas abastadas, já que o animal era sinal de fartura, fertilidade e riqueza. Coincidentemente, no Brasil, há quem coma carne de porco no Ano-Novo, pois é um animal que “fuça” para frente. Dessa forma, não poderíamos comer aves, pois elas ciscam para trás, segundo a tradição.

Para encerrar nossa lista, ficamos com uma tradição bem curiosa na Itália, mais especificamente em Roma. No primeiro dia do ano, alguns italianos se arriscam e pulam dentro do Rio Tibre. Primeiramente, essa prática é considerada de fato um risco, pois o Rio Tibre não é tão fundo assim, e alguns mergulhos podem ser perigosos. E, por ser inverno na Europa, a temperatura da água no rio também não é exatamente convidativa. O primeiro salto foi em 1946, e até hoje muitos italianos cumprem a tradição, seja pulando no rio ou apenas para observar. Acredita-se que esse rito é uma maneira de atrair boa sorte para o novo ano que está começando.

Com essa lista, já é possível programar vários réveillons em culturas diferentes por um bom tempo. Cada ano celebrando o Ano-Novo em um estilo diferente!

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.