nossa senhora aparecida
Entretenimento

Você conhece a história da padroeira do Brasil?

COMPARTILHE AGORA!

Muita gente pensa que 12 de outubro é a comemoração e o feriado do Dia das Crianças. Claro que os pequenos se sentem super valorizados com isso. Mas na verdade, no dia 12 de outubro comemoramos o dia da padroeira do Brasil, que é Nossa Senhora Aparecida.

Quem determinou a data foi o papa em 1954, mas apenas em 1980 é que ela se tornou feriado nacional.

A imagem foi encontrada por três pescadores aqui no Brasil, no Rio Paraíba, no ano de 1717. Os amigos estavam tentando pegar peixes fazia horas, mas sem nenhum sucesso. Ao fisgarem as partes da santa, que estava com a cabeça quebrada, eles conseguiram fisgar milhares de peixes, e esse foi considerado um milagre. A santinha era feita de barro, com 36 centímetros de altura e pesando cerca de 2,5 kg.

Essa aparição inclusive faz parte do motivo pelo qual chamamos de Nossa Senhora Aparecida, exatamente porque ela “apareceu” para os pescadores. A imagem era a de Nossa Senhora da Conceição, e depois que ela foi encontrada, outros milagres também foram atribuídos a ela. Os pescadores levaram a santinha a uma capela em 1745, para abriga-la, só que o local ficou tão conhecido que depois de um tempo se tornou uma cidade bem conhecida pelos brasileiros, especialmente os católicos: Aparecida, o principal destino de turismo religioso do país, que recebe cerca de 12 milhões de visitantes por ano.

Padroeira do Brasil

Levou muitos e muitos anos para que Nossa Senhora Aparecida se tornasse padroeira do Brasil, coisa que só foi acontecer em julho de 1930, porque havia muita pressão para que isso acontecesse. Dessa forma, São Pedro de Alcântara passou a ser considerado um “segundo padroeiro”.

A missa que oficializava esse decreto aconteceu no ano seguinte, em 31 de maio de 1931, no Rio de Janeiro, que até então era a capital do Brasil. Na ocasião, a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi levada em romarias de Aparecida até o Rio de Janeiro.

A imagem original da santa, aquela resgatada pelos pescadores lá em 1717, está exposta até hoje no Santuário Nacional, a Basílica de Aparecida. Coberta pelo manto azul e a coroa de ouro com diamantes doada pela princesa Isabel em 1884.

E por falar em doação, o Santuário de Aparecida tem uma sala reservada a promessas alcançadas. Muitos fieis, que vêm de todo o Brasil, deixam objetos, como forma de agradecimento por alguma graça alcançada.

Curiosidade

Apesar de o feriado ser no dia 12 de outubro, alguns estudos e relatos históricos apontam que na realidade a imagem de Nossa Senhora Aparecida teria sido encontrada em um dia 17 de outubro.

A escolha do dia 12 não foi um feita de qualquer jeito. 12 de outubro já era um dia importante, pois foi nessa data que Cristóvão Colombo descobriu a América. E também foi em um dia 12 de outubro que dom Pedro I se tornou imperador do Brasil, data que ele nasceu, inclusive. Anos mais tarde, também foi a data da inauguração do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

Atentado

Em 1978, a imagem de Nossa Senhora Aparecida sofreu um atentado. Um jovem de apenas 19 anos que era contra a veneração de imagens, aproveitou que estava escuro na basílica devido a um blecaute e consegue quebrar o vidro protetor e roubar a pequena estátua da santa. A coroa foi amassada e a cabeça da imagem se estilhaçou. Durante sua fuga, já com a luz de volta, ele derruba a imagem no chão, e ela se parte em vários pedacinhos.

A restauração da santa foi feita no MASP (Museu de Arte de São Paulo) no mesmo ano, pelas mãos da artista plástica Maria Helena Chartuni, que era chefe do departamento de restauração. Durante o trabalho, a sala de restauração foi vigiada 24 horas por dia e teve o segredo da fechadura trocado. O lado direito do rosto da santa teve que ser esculpido, já que o estrago da noite do atentado havia sido grande e não havia todos os fragmentos.

Os seis milagres históricos

Além do milagre dos peixes no barco dos pescadores, existem outros seis milagres históricos de Nossa Senhora Aparecida que ajudaram a transformá-la em padroeira do Brasil no futuro. Além desses seis principais, o padre Francisco Nogueira descreve alguns dos vários milagres realizados por Nossa Senhora Aparecida. São eles:

O milagre das velas: em uma noite calma, as velas que estavam ao redor de uma imagem da santa se apagaram. A devota tentou reacende-las, mas não foi preciso, pois elas se acenderam sozinhas.

O milagre da corrente: um escravo chamado Zacarias estava preso por grossas correntes, ao passar por uma imagem de Nossa Senhora Aparecida em uma igreja, pediu ao seu feitor para orar. Durante sua reza, as correntes se soltaram dos pulsos daquele escravo.

O milagre da ferradura: um cavaleiro que passava por Aparecida zombou da fé dos romeiros, e por isso tentou entrar na igreja montado em seu cavalo. Na escadaria, a pata do animal ficou presa na pedra e o cavaleiro caiu no chão. O detalhe é que a marca da ferradura ficou na pedra.

O milagre da menina cega: em Jaboticabal, um casal muito devoto tinha uma filha cega de nascença. A criança tinha muita vontade de ir à igreja, que era um caminho bem difícil para a época. Apesar disso, os pais a levaram até Aparecida, e nas escadarias a menina exclama que a igreja era linda, e passou a enxergar novamente.

O milagre do menino no rio: um pai foi pescar com seu filho, e o garoto acaba caindo no rio. A criança não sabia nadar e a correnteza era muito forte. O pai desesperado pede ajuda à Nossa Senhora Aparecida, e o garotinho parou de ser puxado pela correnteza para que o pai pudesse salvá-lo.

O milagre do homem e a onça: voltando para casa, um homem se depara com uma onça, que estava prestes a atacar. O homem pede ajuda orando para Nossa Senhora Aparecida, e então a onça decide ir embora.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.